O CHEF

O Chef Marcio R. Mulhstedt deu um toque especial a uma cozinha criativa e impecável marcada pela personalidade do Chef, capaz de agradar ao mesmo tempo aos olhos e paladares mais aguçados.

A sua Gastronomia é um Mix de arte, amor e muita dedicação...

Tenho muito respeito pelos produtos, sabores, aspectos e consistências; são elementos imprescindíveis para a essência de uma Gastronomia responsável.

Sua história teve início ainda que despretensiosamente aos dez anos de idade inicializada por sua Tia Luiza, foi quem fez despertar a paixão pela Gastronomia, o qual lembra-se nitidamente das suas orientações na primeira tentativa ao temperar e modelar almôndegas (Porpeta), acompanhada de um autêntico molho de tomate fresco com basílico colhido diretamente da horta, essa foi sua primeira incursão como aprendiz de cozinheiro.

A avó Maria, com uma diversidade Gastronômica ''fantástica'' fazia a verdadeira comida Brasileira, carnes, peixes, assados, massas, pães, bolos, salgados e doces. E não há como esquecer a galinha cozida lentamente em uma panela de ferro, após deglaçar o molho que era envolvido em um espaguete a base de ovos.

Mãe Leonida, minuciosa, talentosa e criativa, sua presença era marcante aos sábados, ceias de Natal e Revellion. Suas esfihas, empadões, doces, panetones trufados e chocolates eram de comer de joelhos.

“Das lembranças que trago na minha vida, estas são uma das melhores”.

Chef Mulhstedt

Atribui também a sua formação moral e intelectual aos 10 anos dos quais trabalhou na área Jurídica.

Sua trajetória começou no ano de 2001 após se formar no curso de Gastronomia (SENAC) nos moldes da Europa , período integral das 8:30 as 17:00 hrs de Segunda à Sábado; sob o comando do exigente Espanhol Chef Executivo José Serra Manso. Começou estagiando no Taco El Pancho, Barollo Trattoria, Café Maria, entre tantos outros. Após anos de estágios surgiu a oportunidade de Chefiar a Forneria Belluna e o Chez David Bistrot onde foi contratado para formar a equipe de cozinha e desenvolver todo cardápio, executou o mesmo serviço no Duo Cuisine.

Após anos de experiência como Chef de Cozinha, surgiu uma proposta para chefiar o Bistrot Voltaire em Búzios - RJ, onde teve a oportunidade de trabalhar com uma diversidade de frutos do mar e crustáceos fresco.

"Zona de conforto", é uma palavra não muito conjugada pelos Chef´s de cozinha...

Ainda em Búzios surgiu o seu maior desafio até aquele momento, ser o Chefe Executivo de um grupo proprietário de Restaurantes e Creperias, (Pátio Havana, Estância Don Juan e Chez Michou), esta última uma rede de creperias. Trabalhávamos em escala industrial, produzíamos toneladas de alimentos sem descuidar da qualidade e com um toque Gourmet.

Trabalhou com as mais diversificadas cozinhas (Clássica, Regional, Nouvelle Cuisine e Contemporânea). Chefiou diversos restaurantes, formou equipes, implementou conceitos e metodologias.

Foi indicado como um dos Chefs mais criativos, consequentemente o restaurante ficou entre os três melhores de comida Franco Italiana (Revista Gula / Veja Curitiba).

Audacioso e criativo, foi convidado a preparar o prato mais técnico do seu cardápio em um programa de televisão local, executou um dos pratos mais difíceis ao vivo (Polvo Aplastado com batatas assadas ao toque de flor de sal e tapenade de azeitonas).

“Um diploma não torna ninguém Chef, chef´s tem de ser antes e depois de mais nada excelentes cozinheiros”. Alex Atala – Escoffianas Brasileiras

Com 15 anos de prática sou hoje o líder de uma equipe, sou um “Chef” mas me orgulho mesmo é de ser um excelente cozinheiro. Chef Marcio R. Mulhstedt

 


To Top